Síndrome Nerd Explica:Hoje não precisamos de um filme da Liga da Justiça!

Quem acompanha esse blog à algum tempo, sabe que eu já falei da Liga da Justiça. Se você não lembra ou está nos visitando pela primeira vez, pode ler a matéria clicando AQUI. Nesse humilde texto, eu tentei explicar porque um filme da Liga ainda não tinha sido feito. O tempo passou e muitas coisas mudaram. Veio o alvorecer de um novo Superman, mais realista e menos preparado pra liderar uma equipe. Depois, a grande notícia, a bomba, Batman e Superman juntos no mesmo filme. O mundo nerd parou nesse dia. Seria essa a luz que tanto esperávamos? Finalmente a DC/Warner havia acordado? O primeiro passo rumo a Liga havia sido dado. O tempo passou mais um pouco e mais notícias surgiram. Agora teremos Flash, Mulher-Maravilha, Lex Luthor, Lanterna Verde? Tudo isso cuspido na cara dos espectadores de uma só vez? Aquele passo firme em direção ao futuro, agora parece ter sido dado por crianças, ainda adquirindo coordenação motora. Mas você me pergunta: Não é isso que queríamos, um filme da Liga da Justiça? E eu respondo: Sim, mas um filme pensado, estudado, com uma preparação extensa. Beleza, quase todo mundo possui um conhecimento raso sobre a Liga, o Flash, a Mulher-Maravilha e o resto da turma. Mas não seria melhor apresentá-los de uma maneira formal antes? Tomemos como exemplo o que a Marvel fez - e ignore briguinhas de leitores das duas editoras - A casa das Ideias possui um universo cinematográfico. Pensou com cautela cada passo. Fez o Homem de Ferro, um personagem classe B, ser amado por todos. Você pode não gostar de todos os filmes dos estúdios Marvel, e eu sei que eles possuem falhas, mas deve admitir que carregam a editora para um futuro brilhante. E por que a DC não pode almejar tal futuro? Mas para alcança-lo é preciso ter calma, raciocínio, apanhar muito antes. Beleza, que juntem seu trio de heróis na tela do cinema. Mas que respeitem quem vai assistir. Que quando o filme acabar, os diretores possam se sentar e pensar o próximo movimento, como em um exaustivo jogo de xadrez. Não estou dizendo pra que demorem mais uma eternidade, mas que tratem com carinho nossas expectativas. Que venha no futuro, forte, pensado e maduro, como um filme da Liga da Justiça precisa ser. Mas se for pra ser corrido, tudo apenas jogado na tela, sem nenhuma perspectiva de futuro, então talvez agora não precisemos de um filme da Liga da Justiça.


Compartilhar no Google Plus

About Charles Luis Castro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário